Padre Pasqualetti fez a sua Páscoa

O missionário da Consolata, Padre Gottardo Parqualetti, faleceu nesta terça-feira, 20 de outubro, em Alpignano – Itália. Tinha 84 anos de idade dos quais 63 de profissão Religiosa e 57 de Sacerdócio.

Por Jaime C. Patias *

Natural de Pederobba, província de Treviso (Italia), nasceu no dia 20 de setembro de 1936. Ingressou no Instituto Missões Consolata em Turim berço da Congregação. Fez o Noviciado em Certosa di Pesio e emitiu sua primeira Profissão Religiosa em 1957. Foi ordenado padre em 22 de dezembro de 1962 em Roma.

Agradecemos a Deus pela vida desse grande missionário que em suas reflexões, trabalhos e escritos tanto contribuiu para o bem do nosso Instituto e da Igreja. Desempenhou funções chaves na Congregação onde foi Secretário Geral, Postulador (dois período), Superior da Região Itália, Arquivista e formador. Renomado professor de liturgia na Universidade Urbaniana em Roma e muito atuante na reforma litúrgica durante o Concílio Vaticano II que aprovou mudanças na estrutura da celebração e introduziu as línguas locais (Assista ao vídeo). Padre Pasqualetti ajudou a preparar a primeira missa em italiano e a celebrou em forma de “ensaio” na presença do Papa Paulo VI.

Entrevista ao programa “Siamo noi” da TV 2000 na Itália.

Foi também, Presidente, por dois mandatos, da Conferência dos Institutos Missionários na Itália (CIMI), grande incentivador da revista missionária “Ad Gentes” e da Editora Missionária EMI.

Postulador da Causa da Beatificação do Fundador, o Bem-aventurado José Allamano e da Bem-aventurada Irene Stefani, MC. Com amor, fé e muita competência no que fazia deixou um legado de estudos sobre o carisma e o espírito do Pai Fundador. Autor de muitos artigos e documentos, e dos livros “Frammenti di un ritratto” (Fragmento de um retrato) e “Poveri per arricchire gli altri” (Pobres para enriquecer os outros – sobre o Fundador), entre outros. Participou de vários Capítulos Gerais onde sempre desempenhou um papel importante na redação dos Atos Capitulares. Amava a Mãe Consolata e a sua Família Religiosa. Orientou muitos retiros, fez conferências e acompanhou diversas congregações.

Missa na igreja de São João Batista em Prati (Roma), em 8 de dezembro de 2010, por ocasião do Jubileu de Ouro de Vida Consagrada das Irmãs Cesarina e da Geltrude, Irmãs “Battistini” .

Deus o acolha em sua glória e lhe conceda a coroa dos justos em companhia dos santos e santas. Descanse em paz Mestre e muito obrigado pelo sua vida repartida como pão partido para a vida do mundo.

* P. Jaime C. Patias, IMC, é Conselheiro Geral para América.

Conteúdo Relacionado