Mensagem do Superior Geral pela festa da Consolata

Em sua tradicional carta pela festa do dia 20 de junho, o padre Stefano Camerlengo, imc, reflete sobre a consolação, que é esperança, responsabilidade, presença e compromisso.

Por Julio Caldeira imc

A mensagem dirigida aos missionários, missinárias, familiares, amigos e benfeitores recorda que “celebramos a festa da nossa querida Consolata encontra-nos ainda com a preocupação da pandemia e das suas consequências: tanta fragilidade, medo do futuro, crise social e económica, aumento da pobreza e dos pobres, desestabilização e incerteza da política mundial e também da Igreja”.

Ele nos convida então a “voltar-nos para a nossa querida Mãe e implorar-lhe uma fé mais forte, uma caridade mais ativa e uma maior esperança de aprender, como consolados, a consolar”.

Neste contexto, ele reflete sobre a consolação, nas suas quatro dimensões visíveis neste tempo em que vivemos: esperança, responsabilidade, presença e compromisso.

Confira a mensagem completa aqui

Depois de refletir sobre cada uma dessas dimensões, o padre Stefano conclui sua mensagem lembrando as palavras do profeta Isaías 40:1ss: “Consolai, consolai o meu povo; falai ao coração das nossas comunidades, do nosso povo, dos nossos países…” e propondo uma oração a Nossa Senhora Consolata:

Ó, doce Mãe da Consolata
vira o teu olhar para o nosso Instituto, para a Igreja, para a nossa gente, as famílias e os idosos, sempre mais sozinhos,
para os jovens, e acima de tudo para os pobres!
Olha para nós, doce Mãe Consolata,
olha para nós como só uma Mãe sabe olhar!
Olha para nós e abençoa-nos,
encoraja-nos, protege-nos
sê sempre a nossa guardiã!
Amem!

Em preparação à festa de Nossa Senhora Consolata, se realiza novena de 11 a 19 de junho. Junte-se a nós e reze todos os dias a novena a Nossa Senhora Consolata aqui.

Conteúdo Relacionado