Igreja Católica no Uruguai

16 de setembro de 2020
Tags:
O gaúcho – Imagens Ministério de Turismo do Uruguai .

No país mais secular de toda a América Latina, é uruguaio um dos grandes teólogos da Igreja na América Latina, o jesuíta Juan Luís Segundo (1925-1996). A sua primeira obra de peso é a coleção “Teologia aberta para o leigo adulto” (1968-1972), cuja finalidade principal foi discutir de forma dinâmica e crítica as contribuições do Vaticano II.

Por Fernando Altemeyer *

Atualmente a população do Uruguai é de 3.489.688 habitantes, dos quais 1.465.669 católicos, ou seja, 42 % da população, segundo estatísticas publicadas pela Santa Sé.

Dados estatísticos

No país há nove circunscrições eclesiásticas, sendo uma arquidiocese ou sede metropolitana (Montevideo) e oito dioceses, organizadas em 235 paróquias, 901 centros de atendimento pastoral, e sendo pastoreados por dezenove bispos vivos sendo: um cardeal arcebispo, um núncio apostólico, um arcebispo emérito, sete bispos diocesanos, três auxiliares e, seis eméritos. A única diocese vacante é a de San José de Mayo.

Atuam no país 501 sacerdotes (257 do clero secular e 244 do clero religioso ou regular), 103 diáconos permanentes, 60 membros de institutos seculares, onze missionários leigos, 92 irmãos, 27 seminaristas maiores, 876 religiosas consagradas, 4.257 catequistas. O país sofre com a falta crônica de sacerdotes: em 1980 eram 80 seminaristas maiores, em 2006 estavam reduzidos a 35 e hoje somam 27.

Madre Maria Francisca Rubato, primeira santa uruguaia.

Os irmãos protestantes, de igrejas da Reforma e anglicanos, segundo o PEW Research Center são 15%, os sem religião 37%, e há 6% de outros credos religiosos que incluem judeus, muçulmanos, bahais, umbanda, budistas etc. Recentes pesquisas mostram que só 4% da população católica participa de missas dominicais.

Breve história

Os primórdios da evangelização espanhola remontam ao ano 1624, com a chegada de missionários vindos de Buenos Aires. Em 14/08/1832 é criado o Vicariato apostólico de Montevideo e em 13/07/1877 é estabelecida a diocese de Montevideo. Será elevada a metropolita em 14/04/1897. O povo uruguaio vive cruenta e feroz ditadura entre 1973-1985 com milhares de torturados, mortos e desaparecidos. É a grande ferida nacional “ainda aberta e sangrando”.

Divulgação fotográfica do Santuário da Virgem Trinta e Três.
Algumas curiosidades eclesiais
  1. Padroeiros:

Nossa Senhora de los Treinta-Tres; Nossa Senhora de Luján, São Felipe e São Tiago.

  • Mártires recentes:

Julio Expósito Vitali, leigo, 01/09/1971. Héctor Gutiérrez, leigo, 18/05/1976. Zelmar Michellini, leigo, 18/05/1976.

  • Em toda a história da Igreja Católica foram criados dois cardeais uruguaios:
  • O primeiro cardeal uruguaio foi António Maria Barbieri, ofm cap., arcebispo de Montevideo (*12/10/1892 +06/07/1979), feito cardeal pelo santo papa São João XXIII, em 15/12/1958. Falecido.
  • Daniel Fernando Sturla Berhouet, s.d.b., arcebispo de Montevideo; Idade atual: 61 anos. Criado cardeal pelo papa Francisco em 14/02/2015. Cardeal eleitor.
  • Bispo uruguaio presente ao Concílio Vaticano I de 08/12/1869 a 20/10/1870:
  • Mons. Jacinto Vera y Durán †, Vigário Apostólico de Montevideo; Idade: 56.5.
  • Foram catorze os bispos uruguaios que participaram do Concílio Vaticano II de 1962 a 1965.  Todos falecidos.

* Rosto ou perfil da Igreja Católica na República Oriental del Uruguay, preparado para o Portal da CONSOLATA pelo Prof. Dr. Fernando Altemeyer Junior, chefe do departamento de Ciências Sociais da PUC-SP mail: fajr@pucsp.br

Fontes: www.vatican.va; www.celam.org; www.catholic-hierarchy.org ; www.countrymeters.info; http://cardinals.fiu.edu; www.globalreligiousfutures.org

Conteúdo Relacionado