A Igreja Católica no Azerbaijão

Celebração Eucarística em Baku, no Azerbaijão – Foto: ANS

Ex-República Soviética, o Azerbaijão é uma nação muçulmana, e tem uma Prefeitura Apostólica católica.

Por Fernando Altemeyer *

Com uma superfície de 86.600 quilômetros quadrados, Azerbaijão está localizado junto ao mar Cáspio. Sua capital é Baku com 2,8 milhões de habitantes. No país se falam azéri, armênio e russo e treze outros idiomas nativos. Fez parte da União das República Soviéticas, da qual se tornou independente desde 1991. Faz fronteiras beligerantes com Armênia, Geórgia, Irã, Rússia e pequenina franja com a Turquia. 

É um país montanhoso com clima continental seco. A população urbana está comporta de 50% do povo azéri. Composição étnica: azéris 90%, daguestaneses 3,2%, russos 2,5%, armênios 2,3%, outros 2%. Há um gigantesco oleoduto ligando Baku a Ceyhan na Turquia via Tbilissi, com 1.768 quilômetros de comprimento, bombeando um milhão de barris por dia.

Foi a segunda nação muçulmana, após o Egito, a contar com óperas, teatros e universidades modernas. A região do Cáucaso Menor fornece a maior parte de ouro, prata, ferro, cobre, titânio, cromo, magnésio, cobalto, molibdênio e antimônio utilizados pela nação. A taxa de fecundidade é de 1,8 filhos por mulher. A expectativa de vida é de 73,30 anos.

 Atualmente são 9.400.000 habitantes, dos quais 540 católicos, ou seja, 0,005% da população, segundo as estatísticas publicadas pela Santa Sé.

Dados Eclesiais

Há uma circunscrição eclesiástica no Azerbaijão. O episcopado local conta com um Prefeito sediado em Baku e dois Superiores eméritos, todos salesianos. O núncio apostólico reside na Turquia. A prefeitura foi criada em 04/08/2011, diretamente submetida à Santa Sé.

A organização pastoral se faz por meio de uma paróquia, dois centros de atendimento pastoral. Os ministros do povo de Deus são 6 sacerdotes, todos membros do clero religioso ou regular), 10 irmãos, dois missionários leigos, quatro religiosas consagradas,  seis catequistas.

Os irmãos ortodoxos russos são 4,8%, muçulmanos xiitas são 76,8%, muçulmanos sunitas 16,6%, apostólicos armênios 2,3%.

Curiosidades

A evangelização principia desde os primeiros séculos foi conduzida por missionários nestorianos. A missão sui iuris em Baku foi erigida em 11/10/2000. Os católicos são em larga maioria estrangeiros: armênios, poloneses, russos e alemães. Um sacerdote católico foi assassinado em 1930 e a igreja totalmente demolida. Em 1997 um padre eslovaco refunda a comunidade católica que recebeu a visita do papa São João Paulo II em maio de 2002. A Igreja foi reinaugurada em 2007. A Santa Sé estabeleceu relações diplomáticas em 2011. Papa Francisco visitou o país em outubro de 2016.

Nenhum cardeal criado para o Azerbaijão.

Nenhum bispo presente ao Concilio Vaticano Primeiro.

Nenhum bispo presente ao Concilio Vaticano Segundo.

* Perfil da Igreja Católica da República do Azerbaijão – Azarbayean Respublikasi.Pesquisa para o Portal da Consolata preparada pelo Prof. Dr. Fernando Altemeyer Junior, assistente doutor do Departamento de Ciências Sociais da PUC-SP.  Email: fajr@pucsp.br

Fontes de pesquisa: http://cardinals.fiu.edu/1873-2019-country.htm; http://www.catholic-hierarchy.org/country; http://www.deepask.com/; https://pt.wikipedia.org/wiki/; https://www.pewforum.org/data/; www.vatican.va

Conteúdo Relacionado