A Igreja Católica na Namíbia

16 de setembro de 2021
Jovens católicos no Namibia National Youth Day 2019  – Foto: Arquivo VaticanNews

Com uma população maioritariamente cristã e jovem, sendo 20% de católicos, o país possui uma das piores distribuições de renda do mundo.

Por Fernando Altemeyer *

A superfície territorial da Namíbia é de 825.418 quilômetros quadrados. Faz fronteiras com África do Sul, Angola, Botswana e Zâmbia e os idiomas falados no país são: inglês, africâner, alemão, kwanyama, oshiwambo, português, nama/damara, kavango, herero e inúmeros dialetos.

Sua capital é Windhoek, com 322 mil habitantes. A taxa de fecundidade é de 3,07 filhos por mulher, a expectativa de vida é de apenas 47 anos e a população urbana é de 33%.  Os brancos representam 7% da população.

Atualmente 2.780.000 habitantes, dos quais 556.000 católicos, ou seja, 20% da população, segundo as estatísticas publicadas pela Santa Sé.

Violência e desigualdade histórica

No território da Namíbia há o deserto de Kalahari ao norte, que se estende pelo vizinho Botswana, pátria comum dos bosquímanos, povo mais antigo do planeta, com cerca de 20 mil anos. Ao oeste há o deserto da Namíbia. O território foi habitado pelos povos ancestrais Khoisan, Damaras e Namaqua, seguidos da imigração de Bantos a partir do século XIV, conhecida como Expansão Banta.

A maior parte do território tornou-se protetorado do Império Alemão em 1884, até o final da Primeira Guerra Mundial. Sofreu um genocídio praticado pelos alemães contra os povos herero e nama. Depois ainda nova perseguição pelos ingleses com a aplicação do regime de Apartheid.

A concentração fundiária gerou, e gera até hoje, fome e morte da população. Perto de quatro mil fazendeiros brancos, ou seja, 0,2% da população controla 44 % das terras cultiváveis, altamente mecanizadas. Os camponeses negros 95% da população da Namíbia praticam a agricultura de baixa produtividade e renda. Há minas de ouro, prata, diamantes, chumbo, urânio e zinco. O povo vive em uma miséria estrutural pela falta de efetiva Reforma Agrária e fontes de água em país desértico. A Namíbia possui uma das piores distribuições de renda do mundo. 

Dados eclesiais

Na Namíbia há três circunscrições eclesiásticas, sendo uma arquidiocese ou sede metropolitana, uma diocese e um vicariato apostólico. O episcopado conta atualmente com cinco prelados, sendo um arcebispo, um núncio apostólico que reside na África do Sul, um bispo na ativa e dois eméritos. O Vicariato Apostólico de Rundu está vacante, sendo administrado, no momento, por um padre Oblato de Maria Imaculada.

A organização pastoral se faz por meio de 93 paróquias e 422 centros de atendimento pastoral. Ministros do povo de Deus: 94 sacerdotes (22 padres do clero secular e 72 membros do clero religioso), 49 diáconos casados, 32 seminaristas, 21 irmãos, um membro de instituto secular, oito missionários leigos, 509 religiosas consagradas e 1.393 catequistas.

Com uma população cristã, além dos 20% de católicos, os luteranos são 50 e os protestantes e anglicanos são 27%. Os que praticam suas religiões ancestrais africanas representa 1%. A comunidade judaica tem cem membros no país. Os sem religião somam 1,9% da população.

Curiosidades

A evangelização está intimamente ligada ao que ocorre na África do Sul. A prefeitura apostólica da Cimbebasia Inferior é erigida em 01/08/1892. Depois é elevada a Vicariato de Windhoeck em 11/05/1926. Erigida como sede metropolitana em 14/03/1994 quando é estabelecida a hierarquia católica pelo papa São João Paulo II.

Dança tradicional do povo em Rundu  – Foto: ANS

O país de maioria étnica bantu (metade do povo é da tribo Ovambo) é independente desde 21/03/1990. A Igreja católica é marcada pela promoção do ensino, obras filantrópicas e pelo ecumenismo.

  • Nenhum cardeal nomeado para a Namíbia.
  • Nenhum bispo presente ao Concílio Vaticano I de 08/12/1869 a 20/10/1870.
  • Bispos presentes ao Concílio Vaticano II de 1962 a 1965. Hoje falecidos.
  1. Edward Francis Joseph Schlotterback, O.S.F.S. †, Vigário Apostólico de Keetmanshoop; Idade: 53.5
  2. Rudolf Johannes Maria Koppmann, O.M.I. †, Vigário Apostólico de Windhoek; Idade: 52.7

* Perfil da Igreja Católica da República da Namíbia Republic of Namibia; em alemão: Republik Namibia – Pesquisa para o Portal da Consolata preparada pelo Prof. Dr. Fernando Altemeyer Junior – Departamento de Ciências Sociais da PUC-SP.  Email: fajr@pucsp.br

Fontes da pesquisa: www.vatican.va; http://www.catholic-hierarchy.org/country; http://cardinals.fiu.edu/1873-2019-country.htm; https://secam.org/

Conteúdo Relacionado