A Igreja Católica na Argélia

3 de fevereiro de 2021
Basílica de N.Sra. da África, Alger – Foto: Marvellous World by Sonia (Flickr)

Argélia é um país muçulmano. Os católicos são apenas 0,001% da população, organizados em 4 dioceses, 34 paróquias e 42 centros de atendimento pastoral. No país, em 1916 foi martirizado o bem-aventurado Charles de Foucault, o “irmão universal”.

Por Fernando Altemeyer *

Argélia tem uma superfície de 2.381.741 Km². Os idiomas falados no país são o árabe, francês, algeriano, tamzight (berbere) e diversos idiomas locais. Sua capital é Alger, com 3,3 milhões de habitantes.  Faz fronteiras com Líbia, Mali, Marrocos, Mauritânia, Níger, Sahara Ocidental e Tunísia.

A parte setentrional concentra 94% da população. Ao sul se estende o deserto do Sahara. O índice de fecundidade é de 2,59 filhos por mulher. A esperança de vida é de 73,5 anos. A população urbana é de 60%. O país é rico em petróleo e gás natural, ferro e fosfatos.

Atualmente têm 44.004.000 habitantes, dos quais 6.500 católicos, ou seja, 0,001% da população, segundo as estatísticas publicadas pela Santa Sé.

Dados eclesiais

Há quatro circunscrições eclesiásticas, sendo uma arquidiocese e três dioceses. O episcopado conta atualmente com sete bispos, sendo um arcebispo, um núncio, três bispos na ativa e dois eméritos.

Quatro dioceses da Argélia

A organização pastoral se faz por meio de 34 paróquias e 42 centros de atendimento pastoral. Ministros do povo de Deus: 84 sacerdotes (27 padres do clero secular e 57 membros do clero religioso), um diácono permanente, quatro seminaristas, 18 irmãos, um membro de instituto secular, 14 missionários leigos, 160 religiosas consagradas, dois catequistas. Muçulmanos sunitas são 97,9%; religiões nativas de 0,99 a 6% da população (sincretismos presentes) e sem filiação 1,8%.

Curiosidades

A evangelização principia desde os tempos apostólicos, extirpada com a devastação dos vândalos no século V e depois pela conquista muçulmana em 709, sobrevivendo em pequenas comunidades até o século XII. Santo Agostinho nasceu na Argélia e foi bispo de Hipona (actual cidade de Annaba).

A organização católica volta a existir quando da presença colonial francesa a partir de 1830. Acompanham os franceses os grupos missionários de trinitários e lazaristas. A diocese de Alger é erigida em 1838. A hierarquia é restabelecida em 1880.

Em 13/01/1904 em território dos tuaregues, no lugar conhecido como Tamanrasset, se estabelece o bem-aventurado Charles de Foucault, assassinado em 01/12/1916. Em 27 de maio de 2020, o Vaticano anunciou que ele será canonizado em breve. 

Irmão Charles de Foucault: “irmão universal” – Foto: Divulgação

Chega à independência depois de guerra crudelíssima em 05/07/1962. A Guerra da Argélia (1954-1962) foi um grave e cruel conflito dos argelinos contra franceses invasores para conquistar a independência do país. O conflito provocou a morte de mais de 300 mil argelinos, 27.500 soldados franceses e o êxodo de 900 mil colonos franceses. A violência retorna ao país anos depois e 80 mil pessoas foram assassinadas em anos recentes, incluídos os sete monges trapistas do mosteiro de Atlas e o bispo católico de Oran, em 21 de maio de 1996.

Padroeiros:

São Cipriano de Cartago e Nossa Senhora da África.

Cardeais:

  1. Charles-Martial-Allemand Lavigerie, M.Afr.,  (nascido em Saint-Esprit, Huire, diocese de Aire, França em 31/10/1825, falece em 26/11/1892). Criado cardeal pelo papa Leão XIII em 27/03/1882.
  2. Léon-Étienne Duval, nascido em Chênex, França em 09/11/1903 e falecido em 30/05/1996. Criado pelo papa São Paulo VI em 22/02/1965.

Bispos presentes ao Concílio Vaticano I de 08/12/1869 a 20/10/1870.

  1. Charles-Martial Allemand-Lavigerie †, cardeal arcebispo de Alger; Idade: 44.1
  2. Félix-Joseph-François-Barthélemy de Las Cases †, Bispo de Constantine (-Hippone); Idade: 60.2
  3. Jean-Baptiste-Irénée Callot †, Bispo de Oran; Idade: 55.0

Bispos presentes ao Concílio Vaticano II de 1962 a 1965. Hoje falecidos.

  1. Bertrand Lacaste †, Bispo de Oran; Idade: 68.2
  2. Gaston-Marie Jacquier †, Bispo Auxiliar de Alger; Idade: 61.6
  3. Georges-Louis Mercier, M. Afr. †, Bispo de Laghouat; Idade: 63.1
  4. Léon-Etienne Duval †, Cardeal, Arcebispo de Alger; Idade: 61.8
  5. Paul-Pierre-Marie-Joseph Pinier †, Bispo de Constantine (-Hippone); Idade: 65.9

Mártires da Igreja argelina:

  1. Bem-aventurado Charles de Foucauld, sacerdote e mártir (+01/12/1916). Em breve será canonizado santo.
  2. Bem-aventurados mártires da Argélia, irmãos trapistas e mártires de Tibhirine (+ 21/05/1996). 
  3. Bem-aventurado Francesco Zirano, sacerdote franciscano conventual e mártir (+25/01/1603).

* Perfil da Igreja Católica da República democrática da Argélia (Al-Jumhunyan Al-Jaza´Iriyah ad-Dimuquatiyah ash-Sha’biyah   Pesquisa para o portal da Consolata preparada pelo Prof. Dr. Fernando Altemeyer Junior do Departamento de Ciências Sociais da PUC-SP.  Email: fajr@pucsp.br  

Fontes da pesquisa:

www.vatican.vahttp://www.catholic-hierarchy.org/http://cardinals.fiu.edu/http://www.ada.asso.dz/https://secam.org/

Conteúdo Relacionado