Papa saúda as Igrejas Orientais e as crianças da Infância Missionária

Grupo de crianças da Infância Missionária na Praça de São Pedro. Foto: Vatican News

O Papa Francisco lembrou após a oração mariana do Angelus que nesta sexta-feira, 7 de janeiro, as Igrejas Orientais – que seguem o calendário juliano – celebram o Natal, felicitando os irmãos e irmãs destas Igrejas, quer católicas, quer ortodoxas.

Por Raimundo de Lima

Lembrou ainda a festa da Infância Missionária, também celebrada neste dia da festa da Epifania do Senhor, recordando que a missão começa com o testemunho cristão na vida cotidiana.

Após a oração mariana do Angelus ao meio-dia desta quinta-feira, 6 de janeiro, solenidade da Epifania do Senhor e Dia da infância Missionária, o Papa Francisco saudou os irmãos e irmãs das Igrejas Orientais, que seguem o calendário juliano e que nesta sexta-feira, 7 de janeiro, celebram o Natal.

Hoje, dirijo meu pensamento aos irmãos e irmãs das Igrejas Orientais, tanto católicas quanto ortodoxas, que amanhã celebram o Natal do Senhor. A eles apresento com afeto meus melhores votos de paz e de todo bem: que Cristo, nascido da Virgem Maria, ilumine suas famílias e suas comunidades!

Epifania e festa da Infância Missionária

Em seguida, o Pontífice ressaltou que a Epifania é de maneira especial a festa da infância missionária, ou seja, daquelas crianças e jovens – são tantos, em vários países do mundo – que se comprometem a rezar e a oferecer suas economias para que o Evangelho seja proclamado àqueles que não o conhecem. Quero dizer-lhes: “Obrigado, meninos e meninas: obrigado!”, e lembrar-lhes que a missão começa com o testemunho cristão na vida cotidiana, ressaltou o Santo Padre.

E a este respeito, encorajo as iniciativas de evangelização que se inspiram nas tradições da Epifania e que, na situação atual, utilizam vários meios de comunicação. Recordo em particular o evento “Procissão dos Reis Magos”, que ocorre na Polônia.

Francisco despediu-se dos fiéis e peregrinos presentes na Praça São Pedro desejando a todos uma boa festa da Epifania do Senhor, e pedindo – como faz habitualmente – que não se esqueçam de rezar por ele.

Fonte: Vatican News

Conteúdo Relacionado